Comum entre as alergias alimentares, a alergia a camarão é uma reação que pode aparecer imediatamente ou algumas horas após a ingestão do alimento. Em alguns casos, o crustáceo pode provocar uma reação grave, colocando a vida do paciente em risco.

Veja quais são os principais sintomas, os tipos de alergia, o tratamento e ainda como devem ser os primeiros socorros de uma pessoa com crise alérgica provocada pelo camarão.

Sintomas de alergia a camarão

  • Coceira
  • Inchaço em algumas regiões do rosto (especialmente lábios e olhos)
  • Placas vermelhas na pele
  • Sensação de garganta se fechando
  • Falta de ar
  • Náusea e vômito
  • Dor abdominal
  • Tontura e desmaio

Em casos mais graves, se a alergia não for tratada a tempo, ela pode levar a um quadro anafilático, provocando a morte do paciente.

Tipos de alergia a camarão

Basicamente existem dois tipos de alergia a camarão: uma provocada pela proteína do camarão e outra pelo conservante usado no congelamento. No caso de alergia à proteína, há grandes chances de que o paciente seja alérgico também a outros frutos do mar.

Por outro lado, para o paciente com alergia ao conservante, a reação dependerá da quantidade ingerida. De qualquer forma, há a opção de comer o crustáceo fresco. Além disso, nesses casos, algumas pessoas conseguem tolerar o alimento quando ingerido sem a casca.

Apesar da casca ser a responsável por 80% das reações, não é recomendável para os alérgicos comerem camarão mesmo sem a casca. De qualquer forma, o primeiro passo é confirmar o diagnóstico e detectar o tipo de alergia com a ajuda de um teste feito por médico alergista.

A consulta começa com uma análise clínica e do histórico do paciente. Geralmente, o teste indicado é o cutâneo. Nesse teste, uma pequena quantidade da proteína encontrada no camarão é injetada na pele para verificar se haverá ou não uma reação. Além disso, também pode ser solicitado o exame de sangue, para verificar a presença de células de defesa contra as proteínas do camarão.

Tratamento para alergia ao camarão

Assim como outras alergias alimentares, a primeira medida para tratar o paciente é retirando o camarão da sua dieta. Ainda assim, o médico alergista receitamedicamentos anti-histamínicos e corticoides para aliviar os sintomas no caso de uma ingestão acidental.

Primeiros socorros

A alergia a camarão não tem cura e a reação pode ter sintomas graves, por isso a importância de se prevenir os sintomas e evitar situações que coloquem a vida em risco.

Portanto, caso presencie uma crise alérgica com falta de ar, é importante chamar imediatamente uma ambulância, deitar a pessoa de lado e afrouxar as roupas apertadas. Caso a respiração pare, é preciso iniciar a massagem cardíaca até a chegada de ajuda médica.

No caso de sintomas leves, o uso da medicação indicada pelo médico alergista será suficiente.

Entre em contato conosco e agende um horário!

Acompanhe nossas dicas também no Instagram!

WhatsApp chat