Com o sistema imunológico ainda imaturo e pele mais sensível, os bebês tendem a apresentar maiores riscos de alergias. Algumas desaparecem com o tempo, outras acompanham por toda a vida. Veja quais são as alergias mais comuns em um bebê e de que forma elas se manifestam.

Principais alergias em bebê

As alergias podem aparecer em qualquer idade, mas o início é mais frequente na infância. Geralmente, as alergias em bebê aparecem por conta da predisposição genética. Além disso, outros fatores, como ambientais, podem influenciar no aparecimento das alergias, demandando um cuidado redobrado com a saúde. Veja quais são as principais:

Alergias respiratórias

A asma e rinite estão entre as principais alergias respiratórias em bebê. Ambos os problemas são caracterizadas pela inflamação das vias aéreas. Enquanto a rinite provoca coriza, obstrução nasal, coceira nos olhos e espirros, a asma deixa a espiração ofegante, chiado no peito, tosse crônica e falta de ar.

Alergias de pele

Entre as alergias mais comuns em um bebê estão aquelas associadas a pele dos pequenos. A pele dos bebês é muito fina e sensível, havendo, assim, maior susceptibilidade a alergias, infecções e também irritações. Algumas das principais causas são os produtos de limpeza, como xampu ou amaciante das roupas, calor e tecidos.

Alergia a insetos

Picada de mosquito, formiga, vespa ou abelha também podem causar alergias com sintomas como vermelhidão, coceira e edemas. Dependendo do inseto e da intensidade da alergia, também pode ocorrer anafilaxia, tornando o caso mais grave.

Alergia alimentar

Entre as causas mais comuns de alergia alimentar estão o leite de vaca, ovo e trigo. As reações aparecem rapidamente após o consumo do alimento ou até dias após a ingestão.  Em boa parte dos casos, a alergia alimentar melhora com o decorrer dos anos, mas até lá, o alimento deve ficar excluído da dieta da criança.

Possibilidade de marcha atópica

As alergias em bebê podem ser um alerta para a marcha atópica https://alergoclinica.med.br/marcha-atopica/ , que é uma progressão sequencial de condições alérgicas diferentes. Geralmente, começa a se manifestar na infância e vai até a fase adulta.

Nesse tempo ela pode englobar dermatite atópica, alergia alimentar, rinite alérgica e asma, mas não necessariamente na mesma ordem. Além disso, algumas manifestações podem se tornar mais fortes com o passar dos anos, enquanto outras podem diminuir.

Na maioria dos casos, as alergias na pele antecedem o desenvolvimento de problemas respiratórios. Por outro lado, não é uma regra e apenas 3% das crianças acometidas pela dermatite atópica na infância completam o curso da marcha.

Desconfia de alergias em seu bebê? Procure um médico alergista.

Entre em contato conosco e agende um horário!

Acompanhe nossas dicas também no Instagram!

WhatsApp chat